popstar-3

Dá uma olhada nos casos de sucesso
dos alunos da Jornada do Cão Popstar

Reproduzir vídeo

Contratamos dois adestradores, mas ele estava reagindo cada vez mais nos passeios

Aline estava tendo muita dificuldade no passeio com o Tobi e Zuki, irmãos de ninhada. Zuki latia o tempo todo e tentava avançar em outros cães, adultos e crianças. Em poucas semanas já conseguiu identificar e ajustar os gatilhos da reatividade, reduzindo as reações para quase zero em menos de 1 mês.

Reproduzir vídeo

Não queria ter cachorro, mas agora estava com uma super agitada e não fazia ideia do que fazer

Por consequência da vida, Ana acabou adotando a Serena, mesmo sem ter planos de ter um cachorro em casa. Como não sabia nada sobre cachorro, passou a ter problemas com agitação em casa e dificuldade no passeio. Começou a estudar sobre o pilar de comunicação canina e descobriu o que estava faltando para a Serena ficar mais calma.

Reproduzir vídeo

Ele chegou em casa com todos os problemas que eu vejo as pessoas falando dos seus filhotes

André resolveu ter o seu primeiro cachorro, um filhote de Border Collie, para viver com ele e a esposa em um apartamento. Além dos desafios de filhote, o Appa estava agressivo, rosnando para as pessoas no passeio e enquanto comia. Conseguiu resolver todos os problemas e hoje o Appa pode pode acompanhá-los em todos os lugares.

Reproduzir vídeo

Hoje eu sei que é super possível ter um cão de grande porte que seja feliz dentro de um apartamento

Ayala trouxe a Molly, uma filhote de Akita, com apenas 2 meses para morar em seu apartamento. Ela morria de medo de que a Molly destruísse seu apartamento, ficasse latindo e fizesse bagunça na casa inteira. Mas com a educação preventiva, manteve seu apartamento intacto e tem uma companheira para poder levar onde quer que ela vá.

Reproduzir vídeo

Ela roía até as paredes de casa e no passeio puxava e latia muito, além de engolir coisas do chão

Bruna adotou a Tuca, uma SRD, quando ela ainda tinha apenas 2 meses. Buscou ajuda com materiais gratuitos na internet, mas sem sucesso. Tentou também um adestrador presencial, mas não teve uma boa experiência. Só depois que nos conheceu que as coisas começaram a mudar e hoje ela não tem mais nenhum desses problemas.

Reproduzir vídeo

Não queríamos ter aquele medo de soltar ele e ele fugir ou incomodar as pessoas ao redor

Camila e Maurício trouxeram um filhote de Pomsky para casa e tinham como objetivo que o Glomer participasse ativamente da vida deles, tanto dentro de casa, quanto nas saídas e eventos que participassem. Só que para isso, eles precisaram ensinar o Glomer a se comportar, obedecer seus donos fora de casa e vir quando chamado.

Reproduzir vídeo

Nunca tivemos cachorro na família, minha mãe ainda tinha medo dela e falava que não ia dar certo

Carol trouxe uma filhotinha de Border Collie para morar com seu marido e dois filhos em um apartamento. No início tinha medo da Lika morder e machucar sua família e destruir seu apartamento, pois todos falavam que foi uma péssima ideia pegar um filhote de Border. Hoje ela não se arrepende, mas reconhece que fez o certo em se preparar.

Reproduzir vídeo

Não conseguia passear porque ele além de puxar muito, latia até para o vento na rua

Carol tirou o Schlop das ruas, ainda filhotinho, mas muito medroso e reativo. Já nos primeiros dias ele destruiu fone de ouvido, carregador e chinelos. Além disso, ficava tentando de tudo que via na internet pra melhorar o passeio, mas não tinha resultado algum. Nada parecia funcionar até conhecer o método Cão Popstar.

Reproduzir vídeo

Não entedia porque ele tentava me morder e sair pra passear com ele era só pra passar vergonha

Carol trouxe um filhote de Shih Tzu pra casa, o Toddy. O problema é que ele tentava morder quando pegava ele no colo, tocava na pata ou mexia no olho, além de não saber socializar com outros cães. Hoje o Toddy não é mais agressivo com ninguém e pode acompanhar sua dona Carol com tranquilidade em todos os lugares que eles forem.

Reproduzir vídeo

Elas tiveram zero socialização com pessoas e cães, então latiam pra tudo que viam no passeio

Cecília adotou duas filhotinhas sem raça definida, a Moa e a Chiqui, que são irmãs. Estava impossível passear com as duas juntas, porque a Moa ficava latindo desesperadamente para todas as pessoas e cães que via na rua. Cecília chorava achando que nunca mais fosse conseguir passear em paz de novo, mas tudo mudou quando nos conheceu.

Reproduzir vídeo

Já tinha feito outros cursos e mesmo assim ele continua com os mesmos problemas

Débora estava tendo problemas com o Pichu porque ele pegava as coisas da casa e saía correndo, pulava em todo mundo e era desesperado com comida. Pichu também ficava agressivo quando precisava cortar as unhas e passar remédio no corpo. Hoje ela consegue manipular ele sem estresse e é super comportado com todos.

Reproduzir vídeo

Ela latia para as crianças, cachorros e alguns adultos na rua e ficava agressiva com as visitas

Déborah tem duas Spitz Alemã. A mais nova, a Petit de 7 anos, não podia sair para passear que ela tentava avançar em cães e crianças. Em casa ela latia sem parar para as visitas e qualquer um que ela visse pela janela, fazia um escândalo. Hoje ela já consegue aproveitar muito mais o passeio, sem ter que ficar latindo pra tudo.

Reproduzir vídeo

Faz 9 anos que eu não consigo sair de casa sem ela ficar latindo sem parar e desesperada

Déborah tem duas Spitz Alemã. A mais velha, a Ruby de 9 anos, não podia ficar sozinha desde que se mudou para a Alemanha. Isso porque ela ficava latindo sem parar, mesmo junto com a Petit, até que ela voltasse pra casa. Hoje as duas já ficam bem sozinhas em casa e ela consegue até sair só com uma e deixar a outra em casa.

Reproduzir vídeo

Ele mordia muito e quanto mais eu seguia as dicas da internet, mais ele me mordia

Emerson pegou o Cooper, um filhote de Border Collie com 3 meses. Para sua surpresa, Cooper parecia mais um filhote de tubarão do que um cachorro. Ele queria ficar mais tempo junto com o filhotinho, mas ele só sabia morder. Felizmente encontrou o caminho para acabar com as mordidas sem usar qualquer tipo de violência ou intimidação.

Reproduzir vídeo

Não queria que ele fosse um cãozinho latidor como todos falam sobre a raça

Emily pegou o Money ainda filhotinho, um Pastor de Shetland, e queria fazer certo desde o primeiro dia. Seguiu a risca todas as orientações das aulas e hoje colhe os frutos de ter um cãozinho que pode acompanhá-la em todos os lugares que ela vai, sem agitação, sem latidos e recebendo elogios de todos que os conhecem.

Reproduzir vídeo

Ela era conhecida como a terrorista pela família de tão agitada e destruidora que era

Enne adotou a Chloe, SRD, ainda filhotinha. Ela achava que os cães precisavam só de comida, abrigo e muito amor, mas viu que isso não era suficiente pra Chloe. Não conseguia brincar, passear e sua casa já estava toda destruída. Hoje ela se orgulha em poder passear com a Chloe tranquilamente e por não ter mais problemas dentro de casa.

Reproduzir vídeo

Bateu o desespero em ver xixi pela casa toda, agitada demais em casa e não parava de nos morder

Fiama e Lucas consumiam muito conteúdo gratuito na internet para se preparar, mas viram que todo aquele conteúdo não era suficiente para lidar com comportamento da Stella, uma filhote do Border Collie. Era xixi, mordidas, latidos e muito desespero. Trocaram as séries da TV pelas aulas do curso e hoje colhem os frutos de todo o trabalho.

Reproduzir vídeo

Ele andava em estado de alerta o tempo todo procurando cães pra latir e avançar

Gislaine tem dois buldogues francês, o Rony e o Dobby, mas o primeiro estava muito reativo no passeio. Passear com os dois juntos se tornou inviável porque o Rony reagia ao ver cães na rua ou cães de portão, agitando também o Dobby. Gislaine conta que Rony melhorou tanto que ficou mais obediente que o Dobby, que não tinha problemas.

Reproduzir vídeo

Ele tinha raspado tanto a porta que tinha sangue por toda a casa quando chegamos

Erick e Giulia trouxeram um filhote de Akita para viver junto com eles. Tudo ia bem até que Giba começou a ter um problema muito sério em ficar sozinho, além de começar a ficar muito agitado e começar a morder eles do nada. Hoje o Giba já consegue ficar bem sozinho e não tem mais nenhum problema de agressividade com ninguém.

Reproduzir vídeo

Eu queria um filhote, mas sem ter problemas com destruição, xixi e cocô e latidos e choros

Igor se apaixonou por Noah à primeira vista e já trouxe ele pra casa, sem ter se preparado antes. Mas isso não o impediu de dar a melhor vida e educação que pudesse para seu filhote. Hoje o Noah faz as necessidades no lugar certo, fica bem sozinho, não destruiu nada e se comporta super bem dentro e fora de casa.

Reproduzir vídeo

Veio dois adestradores aqui em casa e eu vi que eles judiavam dela, então resolvi tentar o curso

Ione trouxe uma filhotinha de labrador pra casa, a Mizu e nem sabia que existia adestramento online. Como teve duas experiências ruins com adestradores, resolveu dar uma chance e tentar por conta própria com o curso online, porque não queria maltratar a Mizu. Ela conta como se surpreendeu com os resultados e hoje estão muito felizes.

Reproduzir vídeo

O adestrador falou pra deixar ele de castigo preso no box do banheiro quando fizessea algo errado

Marcelo e Jamylli já não aguentavam mais serem mordidos pelo Capuccino, um filhote de Golden. Contrataram então um adestrador, que acabou deixando o Capuccino ainda mais agressivo com eles por conta do método punitivo que usava. Hoje ele está completamente diferente, sem mordidas e muito comportado em casa e no passeio.

Reproduzir vídeo

Ela fazia um escândalo quando alguém chegava, era muito hiperativa e engolia as coisas de casa

Josy tinha o Chewie, um Yorkshire Terrier e resolveu pegar a Danny, uma filhote de Golden para alegrar a vida deles. Imaginou que fosse ser fácil, pois um faria companhia para o outro. Descobriu o desafio que é ter um Golden em apartamento. Por isso resolveu estudar mais e acabou descobrindo até os erros que havia cometido com Chewie.

Reproduzir vídeo

Aqui na cidade só tinha adestrador tradicional e eu não queria usar a força pra adestrar ela

Juliana queria ajuda para educar sua filhotinha de Border Collie, mas tinha muito medo de fazerem coisas ruins com ela. Viu então que a melhor pessoa para adestrar a Nala era ela mesma e se surpreendeu com as coisas que as duas aprenderam nesse processo. Hoje o passeio é muito mais tranquilo e a Nala é só elogios quando vai visitar a família.

Reproduzir vídeo

Adotei ela de outra família e queria saber como eu poderia fazer ela ser mais feliz comigo

Lara resolveu adotar a Deja de uma família que não queria mais ela. Sua missão era dar uma vida melhor para a sua companheira. Acontece que quanto mais coisas ela fazia, mais agitada a Deja ficava, tanto dentro de casa quanto no passeio. Lara achava que o problema era ela mesma porque não sabia mais o que fazer. Foi então que nos descobriu.

Reproduzir vídeo

Achava que cão grande só podia ser feliz em casa muito grande, mas eu morava em apartamento

Harry surgiu de uma forma inesperada na vida da Luiza e ela se viu em um dilema: como fazer um cão grande feliz dentro de um apartamento? Ela não entendia nada de cachorro e queria saber como lidar com a destruição e toda essa energia. Pensava que era impossível, mas descobriu que estava errada e era mais simples do que imaginava.

Reproduzir vídeo

Ele fazia xixi na casa toda, pulava em todo mundo e era muito agitado, achei que nunca ia dar certo

Luiza pegou um filhote de Pastor de Shetland, o Sully e tinha muito receio de não dar conta por ter uma rotina muito corrida de médica. Quase se arrependeu ao descobrir que Sully tinha muita energia, mas viu que tinha feito a escolha certa., porque hoje ele é o seu grande companheiro para todos os momentos.

Reproduzir vídeo

Agora sei como é possível criar um Border Collie dentro de um apartamento

Nathalia queria ter um filhote de Border Collie, mas tinha medo de não conseguir dar conta de criar ele dentro do seu apartamento. Hoje ela não se arrepende e se orgulha de ter o Noah ao seu lado, sem nada destruído em casa e o melhor, sem broncas. Ela conta como o curso foi essencial para não perder tempo fazendo coisas que não funcionam.

Reproduzir vídeo

Ele era louco, desequilibrado, mordia e pulava absurdamente em todos

Natália resolveu trazer para a família um filhote de Husky, o Ice. Eles achavam que ia ser a alegria da família, quando na verdade se tornou um verdadeiro pesadelo. Era impossível ficar com ele dentro de casa e o passeio era uma tortura para os dois. Hoje Ice faz parte da rotina da família e não só o Ice, mas eles também são muito felizes.

Reproduzir vídeo

Era terrível, rasgava o pijama do meu filho, roubava comida da nossa mão, fazia xixi na casa toda

Paloma pegou um filhotinho de Beagle, o Phelps e tentou se preparar desde o começo com outro curso. Mas viu que o desafio era maior do que imaginava e não estava conseguindo resolver os problemas. Ela até achou que o problema era por ele ser Beagle. Quando nos conheceu, tudo começou a melhorar e descobriu que o problema não era a raça.

Reproduzir vídeo

Era um caos, eu já saía mau humorada para passear com ela do tanto que ela latia

Paolla tem uma Sheltie, a Amora, que estava apresentando muita reatividade para outros cães no passeio. Ela não podia ver nenhum cachorro, mesmo de longe, que começava a latir e avançar sem parar. Ela já ficava mau humorada só de pensar em passear com a Amora. Hoje ela consegue ir com a Amora em vários lugares sem latidos.

Reproduzir vídeo

Contratei adestrador e peguei outro cão, mas só deixou o problema ainda pior

Priscila estava tendo problemas em deixar o Chico sozinho em casa, um Poodle de 4 anos. Foi processada pelo vizinho e teve que se mudar. Para resolver o problema, trouxe uma filhotinha de Poodle, a Nina, achando que ela faria companhia e Chico pararia de latir. O problema é que passou a ter dois cães latindo sem parar. Hoje não mais.

Reproduzir vídeo

Hoje tenho um passeio muito tranquilo e posso levar ele comigo em todos os lugares

Raquel mora com a Stella e o Baloo, sendo os dois da raça Golden. Seu maior desafio era conciliar sua rotina corrida de médica com dois cães de porte grande em um apartamento. Por isso ela não queria perder tempo sem saber o que fazer e já quis começar certo com o Baloo. Hoje a sua maior alegria é poder viajar com eles sem nenhum estresse.

Reproduzir vídeo

Ela sempre foi uma cachorra muito ansiosa e acabou ficando reativo a outros cães no passeio

Raquel mora com a Stella e o Baloo, sendo os dois da raça Golden. Seu maior desafio era conciliar sua rotina corrida de médica com dois cães de porte grande em um apartamento. Stella destruía o apartamento, lambia muito as patas por estresse e o passeio era muito pior, pois ela estava ficando reativa para outros cães. Os treinos mudaram tudo isso.

Reproduzir vídeo

Tinha feito outro curso, mas continuamos com problemas de mordidas e ela não ficava sozinha

Renan e Ingrid adotaram uma filhotinha sem raça definida, a Cacau, e estavam tendo muita dificuldade com ela mordendo forte sem parar e mesmo que eles ficassem 1 hora brincando com ela sem parar, quando saíam de perto dela, ela começava a latir e chorar desesperada. Hoje a Cacau já não morde mais e fica muito bem sozinha no canto dela.

Reproduzir vídeo

O que aprendi me deu segurança para não ficar neurótica com o palpite dos outros

Samara pegou um filhote de Border Collie, o Titã, e estava ficando aflita com o tanto de palpite que os outros davam na criação do seu filhote. Cada um falava uma coisa diferente e isso deixava ela ainda mais perdida, até que nos encontrou e encontrou tranquilidade pois sabia que bastava seguir o roteiro que tudo daria certo.

Reproduzir vídeo

Apesar de ser adestradora, meu cachorro não é perfeito e tem muitos problemas

Sandy e Max, assim como a maioria das pessoas, tinham muitas batalhas para lutar, mas aprendeu que o melhor a se fazer é saber escolher as batalhas certas. Aprendeu que querer resolver todos os problemas de uma vez é o caminho para a frustração. Hoje leva esse aprendizado até para os seus alunos.

Reproduzir vídeo

Os dois filhotes só faltavam se matar e a gente não sabia nem por onde começar

Henrique e Vanessa pegaram dois filhotes de Border Collie com aquela ideia de que seria mais fácil, pois um faria companhia para o outro. Acontece que os irmãos começaram a brigar cada vez mais, sem contar que não conseguiam ensinar nada para nenhum dos dois. Vanessa conta quais foram os erros que estavam cometendo antes do curso.

Reproduzir vídeo

Eu tinha medo de trazer pessoas na minha casa, porque ele latia e avançava nas visitas

Victor estava tendo muito problema com a agressividade do Luigi para as visitas. Até com a moça que ajudava na limpeza do apartamento, que ele via toda semana, ele arrumava confusão. Depois que aprendeu o protocolo certo de socialização, aplicou primeiro com o seu pai, que surpreendentemente ficaram amigos já no primeiro encontro.

Reproduzir vídeo

Meus pais deixaram claro que se ela fizesse bagunça dentro de casa, ela não poderia continuar conosco

Virna mora com os pais e queria criar uma Pitbull dentro de casa. Teve muita resistência da família porque diziam que a Hera iria destruir tudo e dar muito trabalho. Por isso resolveu se preparar desde o início para não cometer nenhum deslize. Hoje eles são melhores amigos, não tiveram nenhum problema em casa e pode levá-la em todos os lugares.

O que você vai ter acesso

Plataforma 100% on-line

curso-online-jcp

Dentro da plataforma você terá acesso a diversas video-aulas práticas com exemplos de treinos com cães filhotes e adultos.

Todas as aulas foram pensadas para que você consiga educar o seu próprio cãozinho mesmo que nunca tenha tido um cão na vida, sem precisar usar qualquer tipo de violência.

Você não precisa ter experiência com cães, você só precisa seguir o plano e as orientações que estão na plataforma.

Também não vai precisar ficar ouvindo o palpite de quem não entende do assunto, pois reunimos o que há de mais atual sobre comportamento em um só lugar.

Cronograma de treino

Cronograma-Treino-3

Não é só mais um cursinho online com aulas aleatórias sem uma sequência lógica que você vai fazendo de qualquer jeito.

Você vai ter um cronograma completo mostrando todos os passos que você deve dar, um após o outro, para conseguir chegar no objetivo final que é ter um Cão Popstar.

Esse cronograma foi desenvolvido com base nos 6 anos que venho atendendo centenas de famílias que querem educar seus cãezinhos.

Meus alunos são capazes de concluir o cronograma em apenas 3 meses. Não se sinta pressionado, faça no seu ritmo, o que importa é a ordem.

Checklists e desafios

materiais-apoio-2 (cp)

Sabemos que a maior causa de metas e objetivos não alcançados no treinamento de cães é justamente a falta de treino e prática.

Pensando nisso, criamos uma série de estratégias e desafios para literalmente empurrar você para a ação. Aqui o nosso foco é você colocar a mão na massa.

Quanto mais você coloca em prática, mais o seu cão aprende, mais ele melhora e mais resultado você terá. É um ganha-ganha e por isso você terá acesso a checklists, tabelas, planners, desafios, certificados e premiações na sua jornada.

Se você achou que seria um monte de aulas teóricas que não serviria pra nada, você estava enganado.

Suporte ao vivo com o especialista

Duas quarta-feiras por mês os alunos da Jornada do Cão Popstar tem um encontro ao vivo para tirar dúvidas, ter seu caso analisado e fazer os ajustes de treino necessários durante um ano inteiro (totalizando mais de 20 encontros).

É uma oportunidade única de trocar experiências e ver as dificuldades que os outros também estão enfrentando. Chega de ficar perdido, aqui você vai ter um adestrador do seu lado.

Para você ter ideia, 1 consultoria individual comigo custa R$ 300. Ao longo de 1 ano, se fôssemos considerar 20 encontros, seriam R$ 6.000. Aqui você vai ter oportunidade de participar dos encontros em grupo sem pagar nada por isso.

Mesmo que você quisesse comprar apenas as consultorias em grupo, não é possível, pois elas são apenas para os alunos.

Bônus exclusivos

28

Bônus 01

Você terá acesso a uma verdadeira biblioteca de aulas de aprofundamento teórico e prático sobre cães.

Além de aulas comigo sobre comportamento e adestramento, também trouxe especialistas de diversas áreas complementares como alimentação, saúde, creche e cuidados gerais com cães.

Memberkit - Capa Cursos

Bônus 02

Indicação dos melhores produtos e acessórios que já testei e continuo utilizando com os meus cães.

Aqui você vai encontrar indicação de brinquedos, mordedores, cabos de guerra, equipamentos de passeio e casinhas, além de cupons de desconto de lojas parceiras.

Memberkit - Capa Cursos (1) (1)

Bônus 03

Não tem nada pior do que ficar dependendo do palpite de pessoas que não entendem do assunto.

Fique próximo de pessoas que, além de também educarem seus cães sem violência, provavelmente já passaram pelas mesmas dificuldades que você.

29

Bônus 04

Veja o passo a passo de como ensinar os principais truques para desenvolver a inteligência e deixar seu cão ainda mais conectado em você, além de gastar a energia dele sem sair de casa.

Aqui eu mostro como eu ensino o cão a dar a pata, girar, passar em baixo das pernas, fingir de morto e vários outros.

31

Bônus 05

Aprenda como usar as brincadeiras de bolinha, cabo de guerra e faro para reforçar a obediência e concentração do seu cão tanto dentro quanto fora de casa.

Você também aprenderá como aumentar a complexidade da brincadeira e transferir isso tudo para ambientes mais difíceis como fora de casa.

30b

Bônus 06

Saiba como gastar a energia do seu cão dentro de casa através de atividades que ele pode fazer quando você não estiver por perto.

A melhor parte é que você vai poder fazer todas essas atividades utilizando apenas coisas que você provavelmente já tem em casa, sem gastar nada a mais pra isso.

O que estão dizendo sobre nossa comunidade

Sobre o seu professor

IMG_1547

A história começa com Rafael, recém formado em engenharia mecânica em busca de novos desafios e aventuras.

Ele sentia que faltava algo em sua vida e decidiu adotar um cachorro, o Pop, um cão sem raça definida de sete anos de idade.

A expectativa era grande, mas Rafael percebeu rapidamente que ter um cão dentro de casa era muito diferente de crescer rodeado por animais da família.

Pop era medroso e inseguro, o que adicionou novos desafios na jornada que Rafael imaginava para eles dois.

Cada nova tentativa para melhorar a relação parecia piorar as coisas ainda mais. Tudo aquilo que via nos programas de TV e na internet parecia não funcionar com eles.

Frustrado, Rafael começou a estudar comportamento canino e a buscar novas soluções para os problemas que enfrentava com o Pop.

Foi então que Rafael descobriu seu propósito de ajudar outros tutores a terem uma relação saudável e feliz com seus cães.

Ele desenvolveu seu próprio método, chamado de Cão Popstar, que ajuda a resolver problemas comuns como reatividade e insegurança diante de outros cães, dificuldade em ficar sozinho e vários outros.

Em 2017, Rafael fundou a Cão+Saudável, que já orientou mais de 2.000 famílias com cães de todas as raças e idades ao redor do mundo.

Seus métodos e conhecimentos são disseminados através de atendimentos, palestras e treinamentos presenciais e on-line.

Hoje, além do Pop, Rafael tem a Momo, uma Border Collie cheia de energia e dois filhos pra completar a família, a fofurinha da Natália e o Lucas que ainda está no forninho.

A jornada do Rafael mostra como, com paciência, persistência e consistência, é possível transformar a relação com seu cão, independente da idade, raça ou problema que estejam tendo, sem usar qualquer tipo de violência.

Comece agora mesmo

Investimento

de R$ 991,00 por apenas

12x de R$ 49,60

ou R$ 497,00 (à vista)

compra-segura

Aperte no botão acima e tenha acesso ao método completo para começar a educar o seu cãozinho agora mesmo na sua casa, sem qualquer tipo de violência.

Garantia de 30 dias

Suporte ao vivo

1 ano de acesso

garantia-de-30-dias-ou-seu-dinheiro-de-volta-copy.png

Garantia incondicional

Sem aquele papinho de 7 dias de garantia que é obrigatório por lei. Eu confio tanto no meu método que você vai ter um mês inteiro para ver todas as aulas, colocar em prática e decidir se faz sentido para você ou não.

Se achar que não é pra você, faço questão de devolver 100% do seu investimento, porque nossa missão é ter cães e donos mais felizes.

Perguntas frequentes

O curso inteiro são aulas em vídeo gravadas e já estão disponíveis e liberadas para assistir na plataforma desde o seu primeiro dia de acesso.

Você pode acessar pelo computador, tablet ou celular, por onde preferir. Existem também alguns materiais de apoio como resumos, checklists e exercícios que são arquivos digitais (pdf) para auxiliar no seu processo de aprendizagem.

O método Cão Popstar foi criado especialmente para donos de cães conseguirem educar seu próprio cão, mesmo que nunca tenha tido um cachorro na vida e mesmo que não saiba nada de cachorro.

Em muitos casos é até melhor que você não saiba nada, porque assim você não virá com os vícios ou crenças que acabam limitando o seu aprendizado.

Dentro do método você irá aprender tudo que você precisa para educar o seu próprio cão ou resolver os problemas que está tendo com ele, de uma forma tão simples que qualquer pessoa é capaz de aplicar as técnicas, até mesmo uma criança de 10 anos.

Além disso, dentro do plataforma todas as aulas possuem o espaço de comentários liberado para você tirar dúvidas sobre o assunto da aula.

Sim, o método Cão Popstar é perfeito para você começar a educar seu filhote desde o começo.

Melhor ainda se você começar a se preparar antes da chegada, pois vai saber exatamente o que fazer para evitar choros e latidos durante as primeiras noites, vai evitar que o filhote fique mordendo e destruindo tudo que vê pela frente e também vai reduzir drasticamente os acidentes com xixi e cocô no lugar errado.

O cronograma de treino de 3 meses que você encontra no curso foi pensado exatamente para a família que está com um filhote e quer aproveitar esses 3 primeiros meses dele em casa para adestrar e prevenir os principais problemas. Inclusive a sequência das atividades já são pensadas levando em consideração o momento ideal para começar a levar ele pra fora de casa quando tiver tomado as vacinas.

O melhor momento para começar a adestrar o seu filhote foi ontem, hoje é o segundo melhor momento. Não fique achando que você só vai precisar educar o seu filhote depois que ele já tiver problemas. Quanto mais tempo um comportamento indesejado é reforçado, mais difícil será para mudar ele.

Eu adotei o Pop com 7 anos de idade e hoje ele tem por volta de 13 anos. Tudo que ele sabe hoje, aprendeu comigo depois de adulto.

Inclusive vários dos problemas que enfrentava, foram resolvidos com ele já adulto. Temos vários alunos que também começaram a aplicar o método Cão Popstar nos seus cães já adultos, é só dar uma olhada nos relatos dessa página.

Nunca é tarde para adestrar um cão, mas saiba que quanto antes começar, melhor.

No curso você terá acesso a um cronograma de 12 semanas que vai percorrer as 6 grandes habilidades do Cão Popstar e você poderá fazer um diagnóstico completo em quais pontos o seu cão tem dificuldade para conseguir trabalhar mais em cima deles.

Serve para os nossos queridos SRD’s (vulgo vira-latinhas), Shih Tzu, Yorkshire, Dachshund, Golden, Labrador, Husky, Border Collie, Spitz Alemão, Buldogue Francês, Pug, Chihuahua e qualquer raça que você imaginar.

O segredo para o grande sucesso do Método Cão Popstar é justamente o Tripé NCA.

Nele você vai entender quais são as necessidades dos cães (independente da raça), vai entender como eles se comunicam (que é uma linguagem universal, independente de onde ele mora) e como eles aprendem (independente da raça, idade ou sexo).

Esse método já foi testado e aprovado por mais de 2.000 famílias com cães de todas as raças, idades e problemas que você pode imaginar.

Isso só é possível porque no método Cão Popstar você aprenderá a decifrar a cabeça do seu próprio cão e terá autonomia para identificar as particularidades e limitações de vocês.

Dá uma olhada aqui nos cães de alguns dos nossos alunos que já aplicaram o método.

Sim, dentro do método Cão Popstar você vai aprender sobre os 4 passos para resolver qualquer problema de comportamento.

Para te ajudar a aplicar essa técnica no problema de mordidas, tem uma aula de aprofundamento onde explico cada um dos 4 passos aplicados a quem está com um filhotinho mordendo sem parar.

Sim, dentro do método Cão Popstar você vai aprender sobre os 4 passos para resolver qualquer problema de comportamento.

Para te ajudar a aplicar essa técnica no problema de latidos, tem uma aula de aprofundamento onde explico cada um dos 4 passos aplicados a quem está com um cão que fica latindo dentro de casa ou nos passeios.

Sim, dentro do método Cão Popstar você vai aprender sobre os 4 passos para resolver qualquer problema de comportamento.

Para te ajudar a aplicar essa técnica no problema com visitas, tem uma aula de aprofundamento onde explico cada um dos 4 passos aplicados a quem está com dificuldades em receber visitas em casa, seja porque o cão fica muito agitado ou agressivo.

Já passaram mais de 2.000 famílias pelos meus treinamentos, cursos e atendimentos.

Trabalhando com todas essas famílias, pude mapear os principais problemas que elas enfrentam, como por exemplo:

  • Mordidas de brincadeiras
  • Agressividade com pessoas e cães
  • Pulos e latidos excessivos
  • Agitação no passeio
  • Xixi e cocô no lugar errado
  • Destruição de móveis e objetos da casa
  • Problemas em ficar sozinho em casa
  • Problemas de manipulação (banho, escovação e toque)
  • Falta de obediência ou agitação excessiva

 

Enfim, esses são só alguns dos problemas que você vai aprender a resolver com o método Cão Popstar. Só lembrando que você terá todas as ferramentas para resolver qualquer problema que está passando.

Isso só é possível porque eu te ensino a analisar e resolver os problemas. O que você vai aprender é muito mais do que uma simples receitinha de bolo que não pode ser aplicada ao seu caso. Você vai aprender a fazer suas próprias receitas de uma maneira simples e intuitiva.

Não, resolver problemas é só para tirar as famílias do caos. Depois disso, você vai descobrir que a sua relação com o seu cão pode ser muito mais do que simplesmente eliminar comportamentos indesejados.

O meu objetivo com o método Cão Popstar é justamente você criar uma relação tão boa com ele que todos vão ficar impressionados com o comportamento do seu cãozinho.

Além do que você vai descobrir que você é capaz de oferecer uma vida muito mais feliz para o seu cão. Se ele está feliz, você também vai estar.

Eu criei a Jornada do Cão Popstar que é um cronograma semanal de atividades para você fazer em apenas 3 meses, treinando 10 minutos por dia.

Além do tempo de treino, você também vai ter que parar para assistir as aulas, que costuma ser por volta de 2 horas por semana. Tenho certeza de que você gasta muito mais tempo que isso assistindo séries na Netflix.

Mesmo assim é bem tranquilo de seguir, né? Se você realmente está preocupado em dar uma vida melhor pro seu cão, você vai ver que esse tempo de dedicação não é nada se comparado a todos os benefícios que você vai ter em troca.

Todos os conteúdos estão reunidos em uma única plataforma on-line que você pode acessar diretamente do seu computador ou celular, quando quiser.

Caso você não tenha recebido os dados de acesso por e-mail, entre em contato com o suporte pelo botão do WhatsApp nessa página.

Você terá 1 ano de acesso (12 meses) a partir da data de aprovação do pagamento para usufruir de todos os conteúdos e recursos do curso Cão Popstar quantas vezes quiser.

A garantia incondicional de 30 dias funciona assim: você tem esse prazo à partir da data de inscrição para a desistência e devolução integral do valor pago, independente do motivo.

Se você ainda está com qualquer dúvida relacionada ao curso Cão Popstar, basta entrar em contato com a nossa equipe pelo WhatsApp apertando aqui.

Aperte no botão abaixo e tenha acesso ao método completo para começar a educar o seu cãozinho agora mesmo na sua casa, sem qualquer tipo de violência.

Cão+Saudável ® 2024. CNPJ: 30.576.741/0001-86.

[email protected]

Termos de uso | Política de privacidade